MCS – Consultoria & Serviços

Novas tecnologias para garantir o futuro !

56 – Geração de energia a partir de biomassa

| 0 Commentaires



 
Apresentação da tecnologia
 
Areas de aplicação agricultura construção energia indústria
 
Descrição Trata-se de transformar em energia ou matéria prima energética três grandes categorias de recursos: a madeira e os résiduos das indústrias de transformação da madeira; os produtos da agricultura e sua résiduos; os résiduos urbanos (efluências domésticas, lamas das Estações de Tratamento, etc.…) e os résiduos da madeira usados. As técnicas levadas a efeito são químicos (hidrólise e liquefação), biológicas (métanisação, fotossíntese) ou ainda termochimicas (pirólise, gasificação e combustão). Os dispositivos em desenvolvimento referem-se ao mesmo tempo aos equipamentos individuais e as unidades de produção de calor e/ou de eletricidade. As tecnologias utilizadas para a produção de energia a partir de biomassa decorrem para muitas das tecnologias “convencionais” de produção de energia. Os materiais devem ser adaptados para ter em conta o caráter específico dos combustíveis utilizados: consequentemente, a detenção de um « knowhow » é um ponto chave em matéria de propriedade industrial.
 
Disciplinas relacionadas materiais combustão termodinâmica
 
Tipos de impacto Os impactos ambientais são fracos mas não nulos: a combustão da madeira gera poeiras e alguns outros poluentes atmosféricos.
 
Desafios economicos e regulamentares Com uma produção de 9,8 milhões de tep/an a partir de madeiras-energia, a França é em cabeça países europeus mas estes resultados continuam a ser ainda insuficientes para satisfazer às exigências européias para 2010. Para o aquecimento na indústria da madeira, o principal bloqueio vem do custo de investimento: em relação um queimador gás à chama direta, uma caldeira automática à madeira é dez vezes mais cara. As tarifas de obrigação de compra da eletricidade produzida por combustão da biomassa são (até o 16 de Abril de 2017) de 4,9 cEuro/kWh às quais acrescenta-se um prémio à eficácia energética compreendida entre 0 e 1,2 cEuro/kWh. Sobre a oferta de materiais, a França muito não é colocada bem.
 

Laisser un commentaire